sábado, 30 de agosto de 2008

¡Viva la Revolución!

Tenho andado cansado e sem tempo. Justamente por isso não vou gastar tempo e energia pra falar disso agora. É só uma justificativa para a demora em postar. (Engraçado como verbos são criados e a gente se acostuma com eles, não?)

O que eu gostaria de fazer hoje é uma espécie de brinde virtual. Uma comemoração de uma notícia boa. Uma grande amiga está grávida. Ou para ser moderno, um casal de grandes amigos está grávido. É uma boa chance pra ele continuar cultivando a barriga e dizer que só está fazendo isso por solidariedade.

Por causa da distância que vai afastando as pessoas enquanto a vida segue seu rumo, a notícia chegou pela internet. Uma "bandeirinha" do google talk avisando da chegada de um e-mail, e de uma nova vida.

Não vou perder tempo com masturbações mentais sobre novos tempos e novas formas de comunicação, e como as novas tecnologias tornam o mundo menor e ao mesmo tempo nos mantêm distantes. Só quero comemorar uma notícia maravilhosa que chega assim de repente, num sábado chuvoso que não prometia muita coisa além de cinema e vinho.

Infelizmente não tenho talento para fazer músicas e também não tenho fogos de artifício em casa. Então achei que entre as melhores coisas que podia fazer, além do telefonema entusiasmado e da promessa de visita a São Paulo que pretendo mesmo cumprir, era escrever alguma coisa aqui. (Tá, o cumprimento da promessa e um presentinho talvez sejam mais apreciados, mas vá lá..)

Que o pequeno comunista - ou a pequena - chegue cercado de felicidade nesse mundo caótico e maravilhoso. Engraçado pensar em como essa criança vai nascer em um mundo já tão diferente do que o em que nós crescemos. Podemos até brincar que um praticamente filho do Jornal do Brasil, se bobear não vai nem saber o que é JB. E essa é só a menor das mudanças. Estamos mesmo ficando velhos. E parece que isso não é tão ruim assim, afinal.

Parabéns, meus amigos. Muita sorte. Que caminhemos para um mundo melhor.

9 comentários:

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

A quem não me conhece. Não, eu não sou comunista e não vivo na década de 60.

Violeta disse...

BUT, conseguiu passar o espírito certo.

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Hehehe. Uma homenagem ao meu amigo que vai ser pai, que é um comunista romântico incorrigível.

Thiago disse...

Muito bem escrito. Mesmo.
Agora, "vinho e cinema' num sabado chuvoso... vai se fuder....

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Hahahaha! Verídico. Fazer o que? O "Mistério do Samba" no cinema (sensacional). E queijos e vinhos com a galera da facul, na casa da Gel.

Abs

Clara disse...

que delícia! posso chorar? claro que posso afinal eu sou a grávida! grávidas fazem qualquer coisa sob a licença da loucura hormonal :-) GENIAL
Adorei. A notícia é linda né? E é incrível como a gente tá ficando velho mesmo. Um filho do JB das antigas que quando for visitar a avó em Niterói vaoi pensar que bosta é aquela de prédio imenso e deteriorado. Mas sabendo.... Incrível. Já me vejo aquela mãe pentelha e velha falando "é meu filho, sabia que o papi e a mamãe..." ECA. Vou poupar a criança desse momento.
E essa punheta mental sobre distâncias, novas comunicações e afins também permeiam meus pensamentos. Mas.. blá...
Eu quero mesmo é saber da visita. Lindo o texto no blog. Mas não pense que vai se safar de vir aqui!!!
beijo grande ;-)

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Que bom que vc gostou! Pode deixar que não fugirei da visita não.
Tô achando que o de repente rola num dos últimos fins de semana de setembro..
E o engraçado é que hj vc me fez pensar mais ainda nessas coisas de modernidades e em como as notícias vão sendo dadas nos dias de hj e em como vc está nos atualizando. Dá uma matéria.... Não, não. Deus nos livre! hehehe
Beijos

Louise disse...

Também quero compartilhar do brinde! E acho que em breve também vou conseguir fazer uma visita à barriga!

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Até que enfim, dona Louise deu o ar da graça. rs
Quem sabe a gente não programa uma visita conjunta?
Beijos