quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Genética - ou - Olha só o que acontece quando uma espécie escapa à seleção natural

Essa semana fui a dois médicos por causa de empregos no mesmo dia. Um exame admissional e um periódico. Na prática a mesma coisa. Só isso já era motivo para uma crônica, segundo um amigo. Mas não foi passar a tarde em consultórios, praticamente pra nada, que me chamou a atenção.

Esses exames são na verdade muito rápidos, algumas perguntas do médico só pra poder te liberar logo e passar para o próximo. E, para adiantar o trabalho de dizer que você está apto para começar ou continuar no emprego, eles te dão um questionário de múltipla escolha que deve ser preenchido enquanto se espera pela consulta pra poupar o médico de fazer tantas perguntas.

As principais são as doenças que você tem ou teve, e as doenças da sua família. Fui marcando os quadradinhos com um x cada. Na histórico da família as linhas correspondiam a pais, avós, tios.. e as colunas às doenças. Pressão alta, diabetes, doenças cardíacas, câncer, avc.. x, x, x.. Quase pulei da cadeira gritando BINGO!!!! Parece que tenho o pacote de risco completo. Tá lá, acho que fechei uma linha. Será que tem algum prêmio além de um derrame?

Fuck.. Quem quer passar dos 40 mesmo...

13 comentários:

Klaus disse...

Pois é meu caro. Te entendo. É nessas horas que a gente pensa: quem precisa de trangênicos pra se dar mal?

E viva à carne de soja transgênica!

Abs

Violeta disse...

nós somos mesmo afortunados

Carlos Henrique - Petrópolis disse...

Gabriel,
Vou sofrer uma atualização tecnológica em novembro, vou migrar para a versão 4.0 e esse assunto me assusta um pouco.
Por enquanto estou com a minha cartela sem nenhum "X" e isso é bom... eu acho.
A premiação desse bingo não é das melhores, por isso tenho que parar de enrolar e marcar um check-up.
Eu quero é passar bem pelos 40, chegar aos 50, dar uma esticada até os 60 e talvez chegar aos 70. Bom... ai não tem jeito. Nessa idade as premiações são acumulativas, identificadas e organizadas em ordem alfabética. Podemos começar pela artrite, artrose, bico de papagaio, bursite, catarata, e por ai vai.
Um Abraço a Todos!

Violeta disse...

Eu não em importo de não chegar aos quarenta. Viver é difícil demais e se alongar por aqui pode dar errado.
Eu prefiro viver na espera constante, cheia só de receio e vontada na medida certa pra cada acontecimento. Ou tento.

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Klaus, só um camarada artista e recém chegado dazoropa ia ter como primeiro pensamento os transgênicos. Hehehe. Viva a carne!

É Maria. Somos uns sortudos, né?

Mas quanto ao "Fuck... quem quer passar dos 40..." aquilo é só meu "eu lírico". É um exagero pra arrendondar um texto. Com 30 ainda não vi nada da vida. E com 40 ainda vai estar faltando um infinito de coisas, com certeza. O ideal é se alongar por aqui ao máximo, pra que seja possível que as coisas dêem errado várias vezes. E a gente vai consertando e errando. E essa que é a graça. Como bem disse o Carlos mais acima, vamos é ver quem acumula mais prêmios em ordem alfabética.

Abraços a todos.

Clara disse...

É... bom, posso dizer que eu tô quase lá no prêmio das caixinhas marcadas... Mas, de qualquer forma, eu também tô bem a fim de chegar aos 40 hehehe. E os 50 não me parecem tão ruins olhando daqui; quem sabe os 60, 70... Deixar a ansiedade de preencher essas tabelinhas pros meus filhos enquanto eu mando todo mundo pastar e vou tomar um belo vinho na varanda curtindo meus cabelos brancos - pintados obviamente.
A gente se vê na finalíssima do Bingo meu padrinho!!!

Aquarius disse...

Os exames admissional e demissional são uma enganação danada. hahah
Puf puf mede pressão, conversa um pouquinho e um abarço. É foda!

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

É, meu caro. Tamos nós na enganação.

Tô precisando falar com vc.

Abraço

Hugo Vellozo disse...

É Gaba, ainda não cheguei nos 40 não... mas pretendo ir além. Seu eu lírico tem umas idéias estranhas. rs... brincadeira.

Gostei do jeito que você escreve, sem palavras difíceis, direto e simples. Engraçado que até hoje eu nunca tinha lido um texto seu.

É isso... sempre estarei por aqui!
Abraços...

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Valeu, Hugo!

Que supresa boa você por aqui!
Pois é, né? E o mais engraçado é que dessa lista toda tu é a pessoa que eu conheço há mais tempo. hehehe.

Grande abraço!

Manu disse...

Partner!!!

Finalmente passei por aqui, hein! Gostei muito do seu blog, querido! E vc sabe que eu não gosto de qualquer coisa, né? Em relação ao post, eu já te falei que também tive a mesma sensação quando fiz o meu exame! Vamos ter que dividir o prêmio, se ele realmente existir..
No mais, dias mais tristes e solitários sem ter alguém pra conversar sobre coisas de trabalho e ser ouvida.. :))
Deixa eu ir porque eu já to gripada e esse post sobre doenças certamente não me ajudará!

Beijocas!
Manu

Violeta disse...

tô sentindo falta de novos textos teus, primo!

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

ÊÊÊ! Prestigiado pela recém chegada de Pequim! hehehe. Valeu, Manu! Que bom que gostou. Fico honrado. E minha manhãs tb ficaram muito solitárias.

Melhoras! Beijos.

Pois é Maricota.. também tô sentindo. É que tô trabalhando um milhão de horas por dia e o tempo tá escasso. Mas tô me adaptando. logo logo tem post novo.

Beijão