sábado, 13 de setembro de 2008

Tá foda.

Tô sem tempo, cansado, a disposição oscila...
Estou trabalhando mais horas do que deveria um ser humano.
Quem falou que o trabalho enobrece o homem provavelmente era um cínico que não trabalhava. O excesso de trabalho tira o bom humor, rouba a inspiração e mina a criatividade. E o cansaço não enobrece ninguém. Às vezes olho para as pessoas como se fossem um bando de vagabundos que não dá tão duro quanto eu. Isso não é nobre. Nem verdade. Viva o ócio criativo! As pausas e os momentos de descanso! Quero botar os pés pra cima e dar um pouco de vazão à minha inequívoca vocação para a vadiagem. Ouvir música de olhos fechados e me deixar levar. Vagar por aí sem compromisso. Não existe combinação pior de palavras do que "tenho que".

E às vezes bate uma saudade tão grande.

Enfim... Segunda-feira começa tudo de novo.

16 comentários:

Luciana Bastos Figueiredo disse...

poxa, amigo, te entendo completamente... e isso é uma pena...

bjs solidários :)

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

:)

Beijos

Clara disse...

O Domenico De Masi é uma farsa!!!
Eu partilho desses pensamentos. Odeio segunda-feira. Mas veja bem, pelo menos já começou. É melhor do que aquela sensação de sofrimento antecipado que o domingo causa, quando as pessoas que não têm tv a cabo assistem Domingão do Faustão.

Em tempo: pessoas que não "têm". Coitada de mim e da nova regra. Sabe deus o que vai acontecer comigo pra me adaptar às mudanças desgraçadas que algum desocupado inventou. Odeio.

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Quando não se tem que madrugar na segunda o Faustão não é tão aterrorizante.

Sobre a "nova regra", qual a sua referência?

Beijos

Nanda disse...

Esse seu texto calou fundo... trabalho demais apenas cansa. E isso, ultimamente, tem me aborrecido demais amigo... beijinho

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Nem fala.. A falta de tempo é o que mais me dói.
Ainda bem que nascemos com essa capacidade de inventar tempo em alguns momentos.

Beijos

Aquarius disse...

Calma amigo, vou renorvar meu blog em breve. E vc trabalhando feito um corno, né? C'e la vie.

Léo

Laura Severo disse...

concordo plenamente, em letras e expressões. "Ter que" é desumano.

Klaus disse...

Meu comentário ia ter um que de Poliana. (o corretor ortográfico do mozilla mandou eu por polainas... talvez seja melhor!) Desisti. Reclama mesmo que isso ajuda a esvaziar um pouco. E para os momentos em que inventares um tempinho, dá uma olhada na tira Macanudo de um hermano chamado Liniers. Ele tem dias muito inspirados. Aí vai o link:
http://autoliniers.blogspot.com/
Abração

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

É meu caro, Léo. É fase. Vai passar e com sorte vai passar bem.
Abraço!

Pois é Laura.. No fundo acho que é bastante humano. Mas no mau sentido da palavra. Enfim, a gente se adapta, certo? :)

E você está muito certo numa coisa. Reclamar dá uma aliviada. Cuidados só pra não exagerar. Às vezes eu esqueço. rs
Vou olhar o site do caboclo.
Abraço

isabella saes disse...

Fala, Gabriel!! Às vezes é necessário dizer "tenho que". Mas reserve essas palavras para pagar contas, trabalhar na medida certa e afins. De resto, tente exercitar o "quero", "gosto", "sinto prazer". Não é fácil, mas um bom começo e se forçar a fazer escolhas. Se tem muita coisa, tire algumas e veja como fica. Arrisque. Não há nada mais gostoso do que um risco que dá certo. Tome uma limonada refrescante, ouça sua música predileta de olhos fechados e pense nisso. Beijos, Bella.

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Estava com saudades da sua sensatez, Bella.
Que bom que vc voltou do outro outro lado do mundo.
A fase mais hard vai passar em breve. Daqui a pouco vou tomar essa limonada. :)

Beijos

isabella saes disse...

Não há nada melhor do que uma limonada bem feita. Não demore muito para tomar, viu?! E quanto à minha sensatez... Aproveita, que nem sempre ela dá as caras. Hehehe!

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Às vezes é bom que ela suma um pouco mesmo. rs

Beijos

Jacqueline Sobral disse...

Gabriel, quando trabalhei das 5h às 20h, sentia exatamente isso... As pessoas vinham me dar bom dia e eu pensava "por quê?" E chorava à noite pq, apesar do imenso cansaço, simplesmente não conseguia dormir, apagar...

Será que vale a pena???

Beijos.

Tathiana Sobroza disse...

eu tenho uma boa dica meu amigo... faz as malas e vá para a Espanha! rsrsrs
Adorei seu blog. Vou voltar mais vezes...
Bjs, Tathi (atualmente no ócio nem sempre criativo) :D