quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Oração

Que eu tenha
arrogância o bastante para acreditar em mim
e humildade o suficiente para perceber meus erros

17 comentários:

Sergio Brandão disse...

Ótima citação, Gabriel!!! E também um baita de um exercício... rs
E muito obrigado pelas "visitas" lá no "de4"!!! Abs.

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Não precisa agradecer :)
E obrigado pelo comentário. No caso não é uma citação. Ou é uma citação de mim mesmo. rs.
Me acorreu isso quando lia o "Cem dias entre céu e mar". Por isso as postagens conjuntas.

Abs

Luna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria disse...

adorei, primo.
e já tenho coisas novas.

Daniel Cavalcanti disse...

eu acho que eu repito para mim mesmo mais uma metade do que a outra...

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Agora fiquei curioso sobre qual das metades, Daniel.
Cheguei a pensar em chamar de Oração dos Cavalcanti :)
Abração, meu primo.

Que bom que você gostou, Maria. Vou lá conferir as novidades. Oba!
Beijos

Klaus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Klaus disse...

Amém...

abração

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

:)

Nanda disse...

Eu diria que é meio São Franscisco de Assis, mas ficou meio São Gabriel... hehehe

isabella saes disse...

Os arrogantes não acreditam em nada, são inseguros toda vida. Trocaria a sua "arrogância" por "confiança". Gostei!! Depois me conta se o livro é bom. Tô acabando um e já quero começar outro. Beijos.

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Acho que deve ter um "quê" de São Francisco. A oração de São Francisco é a oração da minha família (dos religiosos e dos ateus da família também). Gostei da identificação. Alguma coisa já está entranhada em mim.
Beijos, Nanda.

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

O livro é bom sim, Bella. Do tipo que se lê de um fôlego. Bem legal.
É verdade que arrogância costuma ser um defeito de gente insegura no fundo. Mas pode ser também resultado de um excesso de confiança, eu acho. Essa mistura de qualidades e defeitos de que somos feitos.
Com arrogância, quis dizer um misto de confiança e ousadia. Alguma coisa maior do que pura confiança. Confiança pra acreditar em "sonhos impossíveis", em empreitadas malucas, nessa coisa psicanalítica de dizer de vez em quando "eu sou o tal sim. Por isso eu vou fazer tal parada".
E tem o lado "literário" também. Arrogância soa mais forte. Achei que a oposição arrogância x humildade ficava mais impactante. :)
Beijos.

P.S. - Também estou atrás de novidades literárias

Suellen Analia disse...

Gostei da citação, Gabriel.
Beijos!

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Fico feliz que tenha gostado, Suellen. Prazer ter você por aqui.
Obrigado pela visita e pelo comentário.

Beijos

Aquarius disse...

Gosteida citação, Gabriel. Faço minha as suas palavras.

Léo Cohen

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Valeu, Leleco! Grande abraço